Segunda-feira, 26 de Março de 2007

Carnaval em movimento (parte I)

O agrupamento 1053 de Alferrarede aproveitou as últimas férias de Carnaval para efectuar mais uma actividade de agrupamento, "exportando" simultaneamente os seus caminheiros para o regional da secção...

 

... e finalmente os relatórios de ambas as actividades chegaram ao agrupamento e, consequentemente, chegam também à blogosfera...

Neste post e no próximo deixamo-vos com os relatos de ambas as actividades feitos pela Magda (ARCa) e pelo Flávio (Acampamento no Codes)...

E para os pioneiros não dizerem que aqui no blog nunca ninguém lhes dá atenção começamos por eles...

"No dia 17 Fevereiro de 2007, partiram da nossa sede em direcção à Ponte de Codes vários elementos da I, II e III secções do Agrupamento 1053 de Alferrarede. Foi uma actividade pensada principalmente para os jovens lobitos e exploradores, sendo que os pioneiros foram com os 2 chefes e um CIL com o propósito de ajudar na preparação e realização da actividade, uma vez que os caminheiros estavam no ARCa, a algumas dezenas de quilómetros de distância.

Partimos da nossa sede às 9h00m, em direcção à Ponte de Codes, e logo aí começaram os percalços - alguns elementos perderam-se pelo caminho, tendo sido necessária a ajuda do telemóvel para as correctas indicações. Depois de todos os elementos terem chegado ao destino, tratou-se de arranjar o campo. Estava previsto ser um acampamento, nos terrenos da avó de um nosso elemento (por acaso, eu), mas o mau tempo (ou a ameaça dele) levou-nos a optar por realizar antes um acantonamento, na casa emprestada. Já instalados, começámos então as actividades.

Enquanto que os exploradores fizeram um raid até Santiago de Montalegre, acompanhados pelo João Valente, o CIL que mencionámos acima (não posso falar muito sobre esta actividade, pois não a acompanhei de perto, visto estar a acompanhar os lobitos). Parti à frente com o objectivo de fazer os sinais de pista para a I, até à casa rural de uma chefe nossa, a Chefe Lena, que não estava presente nesta actividade. Lá, as outras pioneiras presentes, a Raquel e a Jennifer, ensinaram os Lobitos a fazerem os Scooby-doos, bonecos feitos com fios de lãs, usados normalmente como porta-chaves. Ao iniciarmos o caminho de volta até ao campo, começou o mau tempo previsto, razão pela qual fomos obrigados a esperar na casa até que o João viesse ao salvamento. De volta ao campo, almoçámos e os lobitos viram o filme “O Livro da Selva”, enquanto os exploradores visitavam as piscinas fluviais do Penedo Furado.

Regressando todos ao campo, lanchámos e fizemos alguns jogos para os Lobitos, como por exemplo o jogo do lenço. Entretanto, os exploradores estavam refastelados nos sofás fazendo algumas construções. Nós pioneiros íamos supervisionando as duas secções, enquanto os chefes iam tratando do jantar. A seguir ao jantar preparámos uma pequena actividade nocturna para ambas as secções. Enquanto os exploradores iam até ao miradouro do Penedo Furado, os Lobitos caminharam até um local perto das piscinas fluviais onde responderam a algumas perguntas sobre o filme que tinham visto nessa tarde. Finda a actividade foi só voltar a campo e dormir.

No dia seguinte de manhã, depois do pequeno-almoço as actividades foram bastante diferentes para a I e para a II Secção. Enquanto que os Lobitos foram aprender alguns nós, assim como algumas construções simples, os Exploradores foram explorar às piscinas do Penedo Furado. Já depois do almoço, eu e o João Valente decidimos dar um “presente” aos Exploradores: em vez de irem para as piscinas do Penedo Furado pela estrada alcatroada, foram ao longo do curso do rio, através de muito calhau e mato. Assim, enquanto os Exploradores se debatiam com o caminho que tinham a seguir, os Lobitos foram, por sua vez, visitar o miradouro do Penedo Furado, onde fizeram algumas actividades e jogos. Ao final da tarde regressamos ao campo, onde descansámos um bocado ainda antes do Jantar. Depois de termos jantado fomos todos para o recinto do Fogo de Conselho.

Como é hábito, o Fogo de Conselho serviu para uma crítica construtiva ao que se passou durante a actividade. Foi muito aplaudida a peça dos Exploradores, onde obrigaram alguns pais e familiares que assistiam ao Fogo de Conselho a ultrapassar alguns obstáculos atados uns aos outros com uma corda. Findo o Fogo de Conselho, estava na hora do silêncio e do repouso.

Na manhã do último dia foi a azáfama do costume: arrumar as coisas, arrumar a casa, etc, o que nos ocupou a manhã toda. A seguir ao almoço, partimos então para a sede, onde nos despedimos até a próxima actividade."

posted by Rover_dedicado às 20:15
link do post | comentar | favorito

Quem somos

Procure...e encontre

 

Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Pegadas Passadas

Os pequenos prazeres da v...

Regresso...

A palavra aos pioneiros

Para não deixar morrer

Renascimento do Blog - Ac...

Promessas 2007

Resultados

Talitha Kum

Rescaldo do Jantar Convív...

Convívio

Relíquias do Agrupamento

Abril 2008

Março 2008

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Links à maneira

Nº de Visitas

Comenta este blog

Livro de Visitas

Musicas Escutas

Contacto

se nos quiserem contactar para dar opiniões sobre o blog, para actividades conjuntas, etc... geral(at)agr1053(dot)cne-escutismo(dot)pt