Domingo, 22 de Abril de 2007

Pedacinho de História (parte II)

(...)

Por outro lado, a maior dificuldade com que nos continuamos a deparar e debater todas as semanas é mesmo o facto de não termos sede própria e de ninguém (essencialmente do grupo da Construtora Lena, dona do local) nos conseguir garantir quanto tempo é que poderemos permanecer naquela onde estamos actualmente instalados.

Fazendo uma breve perspectiva de localização histórica há que referir que começámos as actividades escutistas em 1993 no Salão Paroquial, local no qual era de todo inviável permanecer visto que precisávamos de espaço para as Secções poderem trabalhar, desenvolver as suas actividades e para guardarem o material (já para não falar na necessidade de um espaço “envolvente verde” onde se pudesse ter algum contacto com a Natureza, “mesmo que algo citadina”).

Pouco tempo depois foi-nos, então, cedido um espaço perto da Igreja (antiga escola primária da freguesia), onde permanecemos durante 7 anos. Neste local existia um grande e amplo espaço verde que servia de apoio às actividades de campo das diferentes Secções. O campo foi inicialmente desbravado pelos elementos do Agrupamento, servindo desde aí para exercícios de construções e acampamentos de fim-de-semana (permitindo, por exemplo, fazer um acampamento logo no início do ano escuta com propósito quase único de integrar os novos elementos no seio da família escutista). Contudo, este espaço mudou de dono e o novo proprietário precisava dele, tendo-nos facultado um outro onde nos encontramos provisoriamente há 4 anos (desde 2003).

A nossa Sede actual também tem um bom espaço verde, mas infelizmente está algo degradado, necessitando urgentemente de ser recuperado – esta ansiada recuperação total tem sido sucessivamente adiada por diversos motivos, entre os quais o facto de não sabermos até quando o poderemos ocupar e utilizar; o facto de não podermos investir fortemente na sua reconstrução, pois os valores gastos no futuro não serão muito provavelmente recuperáveis; e, por fim, a situação de termos sido assaltados 2 vezes nos últimos tempos e nessas duas ocasiões tudo o que não levaram decidiram vandalizar ou “escavacar” – todos estes “problemas e dificuldades” juntos e associados fazem com que por vezes a motivação seja muito pouca e diminuta. Para finalizar, estamos neste momento a recuperar aos poucos destas situações (dolorosas e negativamente marcantes) passadas, aguardando a decisão da cedência, por parte da Paróquia, de um outro espaço para a nossa Sede. Enquanto isso não acontece vamos trabalhando em conjunto com os Pais e a Comunidade, para pouco a pouco podermos dar o melhor aos Jovens que dia após dia aderem a este Movimento universal e fraternal que é o Escutismo.

PS: o Agrupamento espera poder organizar o Regional do Pioneiro do próximo ano escuta, para o qual tem preparado nos últimos tempos a candidatura

posted by Rover_dedicado às 18:48
link do post | comentar | favorito

Quem somos

Procure...e encontre

 

Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Pegadas Passadas

Os pequenos prazeres da v...

Regresso...

A palavra aos pioneiros

Para não deixar morrer

Renascimento do Blog - Ac...

Promessas 2007

Resultados

Talitha Kum

Rescaldo do Jantar Convív...

Convívio

Relíquias do Agrupamento

Abril 2008

Março 2008

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Links à maneira

Nº de Visitas

Comenta este blog

Livro de Visitas

Musicas Escutas

Contacto

se nos quiserem contactar para dar opiniões sobre o blog, para actividades conjuntas, etc... geral(at)agr1053(dot)cne-escutismo(dot)pt